Funcionários e Santander doam R$ 7 mi a hospitais que estão combatendo a covid-19

Deixamos este artigo pronto pra você usar. Basta fazer o download ou compartilhar. :)

  • Arrecadação foi realizada em edição especial do programa Amigo de Valor e beneficiou hospitais no Rio e em São Paulo

São Paulo, 30 de abril de 2020

Cinco hospitais que estão atuando na linha de frente no combate à covid-19 receberam nessa semana doações feitas por funcionários e o Santander Brasil. Mais de R$ 7 milhões foram arrecadados, metade doada por funcionários e a outra metade dobrada pelo Banco, durante a edição especial do Amigo de Valor – programa de direcionamento de recursos incentivados para causas sociais – promovido pelo Santander desde 2002.

A mobilização, em caráter extraordinário e sem a possibilidade de dedução do Imposto de Renda, foi criada para apoiar as entidades que estão atuando diretamente contra a doença. Executivos e funcionários do Banco escolheram direcionar sua doação para uma das cinco entidades a seguir: Lar São Francisco e Hospital Universitário do Fundão – ambos no Rio de Janeiro e Comunitas, Hospital Santa Marcelina e Hospital das Clínicas – em São Paulo.

Essa ação emergencial está em linha com outras medidas já divulgadas em conjunto com os bancos Bradesco e Itaú: compra de 5 milhões de testes rápidos para detectar o novo coronavírus; destinação de R$ 50 milhões para aquisição de máscaras que serão produzidas por microempreendedoras e ainda R$ 20 milhões para compra de tomógrafos e respiradores.

Além disso, lançamos uma campanha de voluntariado remoto para nossos funcionários apoiarem idosos no período de quarentena. Os beneficiários dessa ação são aposentados do Santander, atendidos pelas associações de saúde do Banco, e idosos apoiados por nosso programa institucional, o Parceiro do Idoso. A proposta é que esse acompanhamento permaneça ao longo de toda quarentena e envolve ações como apoio para o uso de serviços online e conexão remota com familiares, evitando deslocamentos nesse período.

Máscaras

Os bancos Bradesco, Itaú e Santander se uniram para viabilizar a produção de 15 milhões de máscaras para a população brasileira. Juntos, eles apoiam o projeto Heróis usam máscaras, que foi concebido pelo Instituto Bei e tem gestão da Rede Mulher Empreendedora. As máscaras serão confeccionadas por microempreendedoras e distribuídas para idosos, pessoas imunodeprimidas e em situação de vulnerabilidade social. Neste projeto, está prevista a produção de 10 milhões de unidades. O edital para que as organizações produtoras possam se inscrever já está disponível no endereço www.heroisusammascaras.com

Área restrita