Santander é reconhecido como o banco mais sustentável do mundo no Índice Dow Jones de Sustentabilidade de 2019

Deixamos este artigo pronto pra você usar. Basta fazer o download ou compartilhar. :)

  • O índice, que avalia o impacto econômico, ambiental e social de mais de 175 bancos, concedeu ao Santander uma pontuação global de 86 em 100;
  • É a primeira vez que o Santander alcança o topo do ranking global, tendo ficado em 3º lugar entre os bancos globais em 2018 e 11º em 2015.

São Paulo, 16 de setembro de 2019

O Santander foi reconhecido como o banco mais sustentável do mundo pelo Dow Jones Sustainability Index (DJSI) de 2019. O índice, que é referência internacional em sustentabilidade corporativa, colocou o Santander como o a instituição financeira líder globalmente e a principal da Europa pelo segundo ano consecutivo, após uma avaliação do impacto econômico, ambiental e social de suas atividades.

O banco alcançou uma pontuação total de 86 pontos em 100, alcançando a pontuação máxima (100) em vários quesitos avaliados, incluindo estratégia tributária, proteção da privacidade, relatórios ambientais, cidadania corporativa e filantropia e inclusão financeira.

Este é o 19º ano consecutivo em que o Santander foi incluído no DJSI e o nono ano consecutivo em que a Instituição está classificada como número um entre os bancos da Espanha. Apenas 25 entidades financeiras foram incluídas no ranking da DJSI World em 2018, de um total de 175 avaliadas.

O Santander é um dos principais fornecedores de finanças verdes do mundo, levantando perto de € 50 bilhões entre 2015 e 2018. Além disso, em 2018, o grupo forneceu educação financeira a mais de 360.000 pessoas em todo o mundo e apoiou mais de 270.000 microempreendedores na América Latina, com destaque à atuação do Santander Prospera Microfinanças. O banco também investe mais em educação do que qualquer outra empresa, de acordo com a fundação Varkey, investindo € 121 milhões em 2018 em bolsas de estudo e parceria com universidades. Neste ano, no Brasil, o Santander Universidades vai distribuir mais de 4 mil bolsas de estudo nacionais e internacionais.

Em julho de 2019, o Santander anunciou detalhes de seus compromissos bancários responsáveis, definindo dez metas que apóiam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. As metas incluem um novo compromisso de arrecadar mais de 120 bilhões de euros em financiamento verde entre 2019 e 2025, bem como um compromisso de capacitar financeiramente mais de 10 milhões de pessoas no mesmo período através da expansão dos microfinanças do banco, programas de educação financeira e outros ferramentas para fornecer acesso a serviços financeiros.

“Como um dos maiores bancos do mundo, definimos uma estratégia clara há cinco anos para aumentar a vinculação de nossos 140 milhões de clientes, transformando nosso banco para ser mais responsável e sustentável, e conseguindo resultados para todos os nossos stakeholders, hoje e no futuro, de maneira simples, pessoal e justa”, afirma Ana Botín, presidente executiva do Grupo Santander. “Cumprimos nossa missão de contribuir com o progresso das pessoas e negócios, promovendo ativamente o crescimento inclusivo; apoiando a criação de empregos e maior capacitação financeira; combatendo as mudanças climáticas e apoiando a transição para a economia verde. Ser líder mundial no The Dow Jones Sustainability Index – uma referência fundamental para o setor – mostra que estamos executando com sucesso nossa estratégia em todo o banco. Não somos complacentes. Sabemos que ainda há muito a ser feito, e agora avançaremos sobre essas bases sólidas.”

O Santander é um dos grupos fundadores dos Princípios Bancários Responsáveis ​​da Iniciativa Financeira do Programa Ambiental das Nações Unidas (UNEP FI), que serão lançados em Nova York no final deste mês. Também está incluído em outros índices do mercado de ações que analisam e avaliam os esforços de empresas na área de sustentabilidade, como o FTSE4Good ou o Bloomberg Gender-Equality Index. 

Área restrita