Santander estreia operações de loja voltada ao Agronegócio em Quirinópolis

Deixamos este artigo pronto pra você usar. Basta fazer o download ou compartilhar. :)

Banco abre quinto espaço especializado ao segmento em Goiás

Espaço no município goiano é o 27º aberto no País

O Santander inaugura as atividades da quinta loja vocacionada ao Agronegócio em Goiás. A população da cidade de Quirinópolis, principalmente os produtores rurais da região, poderão realizar suas transações bancárias na agência localizada na avenida Brasil, 276, no centro.

O espaço de atendimento faz parte do forte processo de interiorização do Banco, avançando em cidades onde ainda não estava presente e também em algumas de relevância no PIB agrícola nacional. “O modelo de atendimento da Loja Agro tem se mostrado uma boa escolha: o espaço tem vocação comercial no segmento, utiliza de soluções digitais, não há transações em espécie, criando um ambiente seguro totalmente voltado ao atendimento dos clientes e de seus negócios”, ressalta Vinicius Liborio, superintendente executivo da Rede Centro Oeste do Santander Brasil.

A unidade de Quirinópolis é a quinta loja Agro do Santander em Goiás e, com ela, o Banco passa a ter 27 estabelecimentos desse perfil no País. “Quirinópolis se apresenta como um potencial socioeconômico do Estado: tem uma agropecuária pujante, possui universidades relevantes e comércio local em desenvolvimento. Tínhamos que ter uma loja no município para atender aos produtores rurais da região com a exclusividade que eles merecem”, afirma Carlos Aguiar, diretor de Agronegócios do Santander Brasil.

Das 27 lojas Agro, três já se converteram em agências tradicionais – Campo Novo do Parecis (MT), Vilhena (RO) e Alta Floresta (MT) – e a de Cianorte (PR), Pato Branco (PR) e a de Cáceres (MT) foram abertas como loja completa, ajudando no movimento de expansão do Banco no País. Até o final de 2019, o Santander prevê a abertura de, pelo menos, mais 10 estabelecimentos no País – Mato Grosso (1), Minas Gerais (2), Mato Grosso do Sul (2), Paraná (4) e Santa Catarina (1).

Mês do Agricultor
A inauguração da loja agro Quirinópolis está sendo em um mês especial para o Santander: até 30 de agosto, em comemoração ao dia do agricultor, as linhas de crédito e financiamento de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas, autos e caminhões, projetos fotovoltaicos, entre outros, estarão com condições exclusivas.

O Banco concederá descontos de 20% nas taxas do Crédito Pessoal Agro e 10% de redução nas taxas de CDC Agro Caminhões, Tratores e Autos. Também oferecerá taxas competitivas para o CDC Agro Máquinas & Equipamentos e CDC Solar, a partir de 0,79% a.m. (valor concedido somente em feiras), com até sete anos de prazo. Além dessas ofertas, o banco também oferece consórcio de caminhonetes, equipamentos e implementos agrícolas sem juros e sem entrada; Cédula de Produto Rural (CPR), que antecipa os recursos das vendas da produção futura ou estocada; linhas de crédito do BNDES, como o Moderfrota, que financia máquinas e equipamentos e a conta garantida, que ajuda no equilíbrio do fluxo de caixa do produtor.

A contratação dos serviços financeiros pode ser realizada nas mais de 300 agências vocacionadas ao setor e nas 27 lojas Agro no País, incluindo a de Quirinópolis.

Santander Brasil no Agronegócio
A carteira de crédito ampliada (que considera Recursos Obrigatórios e Livres, BNDES, Funcafé e os títulos CPR e CDCA) do Banco teve um aumento de 186% entre dezembro de 2015 e maio de 2019, passando de R$ 6,086 bilhões para R$ 17,387 bilhões. O resultado de maio representou uma alta de 18,7% ante maio de 2018 e leve recuo de 0,8% na comparação com abril, enquanto o mercado cresceu 4,4% e diminuiu 0,5%, respectivamente. Somente em 2018 ante 2017, o crescimento foi de 26%, para R$ 16,325 bilhões frente ao crescimento de mercado de 9%. As principais culturas atendidas na carteira são soja, milho e boi gordo.

O Santander Brasil já inaugurou lojas Agro em Cristalina (GO), Naviraí (MS), Posse (GO), Campo Novo do Parecis (MT), Canarana (MT), Paragominas (PA), Balsas (MA), Primavera do Leste (MT), Unaí (MG), Maracaju (MS), Redenção (PA), Alta Floresta (MT), Mineiros (GO), Nova Mutum (MT), Vilhena (RO), Chapadão do Sul (MS), São Gabriel D’Oeste (MS), Cianorte (PR), Cáceres (MT), Juara (MT), Gurupi (TO), Pato Branco (PR), Frederico Westphalen (RS), Sarandi (RS), Porangatu (GO) e Querência (MT).

Área restrita